Os 7 passos da organização

By 5 de abril de 2017 Dicas, Novidades

Quando iniciar a organização, vai se sentir inspirado a fazer ajustes em sua vida – e é aí que ela vai começar a mudar”

  Marie Kondo, do livro A mágica da Arrumação.

Ao iniciarmos um processo de organização, sempre buscamos seguir algumas etapas que, preferencialmente, não devem ser  “puladas”, para garantir um resultado satisfatório, caso contrário, a desordem permanecerá. Vamos falar aqui sobre os 7 passos da organização, que considero essenciais para a eficiência do processo.

1 – Planejamento – identifique quais os pontos principais da desordem e visualize qual a situação onde quer chegar. É preciso identificar e delimitar os lugares para cada coisa e criar um processo que melhor se adapte ao seu estilo de vida e rotina . Por exemplo, pense no seu dia e visualize: onde é melhor deixar as camisetas – penduradas, dobradas ou em gavetas? – agrupar alimentos do café da manhã em uma  bandeja separada na geladeira, vai agilizar a minha organização da manhã?  – onde  e como é melhor guardar os brinquedos das crianças para que elas também participem da organização depois da brincadeira?  De nada adiante criar um modelo de organização que não conseguirá seguir no dia a dia. Tem que ser prático e possível, só assim conseguirá manter.

2 – Descarte –  essa é a etapa mais importante, porém, a mais difícil, na organização. Estamos lidando com o apego à emoções e lembranças que estão vinculadas aos objetos. É preciso identificar o que será realmente descartado e fazê-lo com firmeza. Faça as seguintes perguntas que irão ajudar na sua decisão:

  • Usei esse objeto nos últimos 12 meses? Ele terá alguma utilidade no futuro?
  • Alguém mais em casa precisou dele?
  • Se estiver quebrado, vale a pena consertá-lo?
  • Será muito caro ou dificil substituí-lo?
  • É mais importante manter esse objeto ou abrir espaço para algo novo?
  • Preciso conservá-lo por algum motivo especial ou legal?
  • Eu realmente gosto ou uso esse objeto?

Se a maioria das respostas for não, é um bom motivo para passar adiante.

organizzarte_os 7 passos da organizacao_descarte de roupas

Separar por categorias, facilitará o processo de decisão do que sai e o que fica. Identifique:

O que você usa/gosta e que serão conservadas – aqui também é preciso identificar coisas que precisam de ajustes, reformas, consertos

  1. O que pode ser repassado a outros, doado.
  2. O que vai para o lixo.
  3.  O que pode ser vendido (se assim quiser)
  4.  O que está fora do lugar e será remanejado na organização.

3 – Limpeza – Aproveite que terá que tirar tudo do lugar na etapa anterior, para fazer uma boa limpeza nos armários, estantes, gavetas, livros, discos, colocar roupas e sapatos para tomar ar/sol, etc.

4 – Categorização – Ao identificar o que realmente vai ficar, vamos para a categorização.

Por exemplo, com as roupas: separar por tipo de uso (verão/inverno), modelo (longo/curto), tecido (fino/grosso), cor (do branco ao preto), padrão (liso/estampado), etc. O que será pendurado em cabide, colocado em gavetas e prateleiras. A partir dessa separação, a organização é tranquila e facilita a visualização de cada item em seu devido lugar.

5 – Identificação – Ao criar categorias e organizar os objetos em seus lugares, é preciso identificar para facilitar para qualquer pessoa da casa encontrar o que procura. Um dos principios da organização é que, qualquer pessoa, mesmo que não seja quem fez a organização, possa encontrar qualquer objeto com muita facilidade. Se tudo estiver identificado, encontrar um produto não será problema. Por exemplo: na cozinha, agrupe os potes com temperos, mas coloque o nome em cada um deles.

“Quando se organiza o ambiente por completo, todo o cenário ao redor se transforma. A mudança é tão profunda que a pessoa se sente como estivesse vivendo em outro mundo”- Marie Kondo

6 – Manutenção – Após a organizacão, é imprescindível seguir o processo estabelecido para manter a ordem. Se retirou, volte ao lugar da mesma forma que estava guardado anteriormente. Assim, não será preciso reorganizar grandes volumes com frequência. Mas, a cada 06 ou 12 meses, sempre é bom fazer uma nova avaliação para descarte ou limpeza.

7 – Revisão – ao estabelecer um processo de organização (por exemplo: usar colméias para roupas íntimas, caixas para guardar acessórios, cabides para lenços, pastas para arquivar documentos, etc), é preciso avaliar se esse padrão está funcionando no dia a a dia. Muitas vezes acontece que o formato planejado não se adapta à rotina. Aí, é preciso revisar e encontrar um novo formato de organização que facilite e traga praticidade. Caso contrário, a desordem pode voltar a tomar conta.

About Simone Serrano

Simone Serrano, diretora da Organizzarte, é Personal Organizer qualificada pela OZ! Organize sua Vida (empresa membro da National Association of Professional Organizers - NAPO; referência no Brasil em qualificação de profissionais de organização), e sócia-pioneira da Associação Nacional de Profissionais de Organização e Produtividade - ANPOP Brasil).

Leave a Reply